Bahai News -- Republicação da carta da Casa de Justiça de 24 de maio de 2001 quando da inauguração dos patamares
Ó FILHO DO ESPÍRITO! Rompe tua gaiola e, assim como a fênix do amor, alça vôo para o firmamento da santidade. Renuncia a ti mesmo e, prenhe do espírito da misericórdia, habita no reino da santidade celestial.
 
 

Republicação da carta da Casa de Justiça de 24 de maio de 2001 quando da inauguração dos patamares

Compartilhamos a tradução da carta da Casa de Justiça de 24 de maio de 2001, quando da inauguração dos patamares sobre o Monte Carmelo. Esta republicação é importante por várias razões: estímulo à juventude bahá'í, e análise da situação no mundo e soluções bahá'ís para ajudar a resolver
os problemas internacionais da atualidade.


Tradução:

24 de maio de 2001.

Aos crentes reunidos para os eventos que marcam a conclusão dos Projetos no Monte Carmelo.

Queridos amigos bahá'ís,

Cento e quarenta e oito anos se passaram desde o momento em que, na escuridão do Siyah-Chal, Bahá'u'lláh recebeu o chamado Divino de levantar-Se e proclamar a todos na terra o alvorecer do Dia de Deus:

“Verdadeiramente, Nós te faremos vitorioso por Ti mesmo e por Tua Pena... Em breve, Deus fará que se ergam os tesouros da Terra -- homens que hão de ajudar-Te por Ti e por Teu Nome, por meio do qual Deus ressuscitou os corações dos que O reeonheceram.”

Em termos cronológicos, é apenas um breve espaço de tempo o que separa aquele momento primordial deste que está sendo marcado pela vitória esplêndida que aqui celebramos esta semana. Vocês, que vieram de todos os recantos da terra e de todos os segmentos da família humana, são uma amostra representativa daqueles que Bahá'u'lláh levantou para ajudá-Lo e ninguém entre nós será capaz de expressar adequadamente a gratidão que sentimos por estarmos em Sua companhia.

Os edifícios majestosos que agora se erguem ao longo do Arco traçado por Shoghi Effendi para eles na encosta da Montanha de Deus, juntamente com o magnífico conjunto de Patamares ajardinados que envolvem o Santuário do Báb, são expressões externas do imenso poder que fortalece a Causa à qual servimos. São testemunhos permanentes do fato de que os seguidores de Bahá'u'lláh conseguiram, de forma vitoriosa, assentar as fundações de uma comunidade mundial que transcende todas as diferenças que dividem a raça humana, e trouxeram à existência as instituições basilares de uma Ordem Administrativa singular e invulnerável, que modela a vida desta comunidade. Com a transformação ocorrida no Monte Carmelo, a Causa Bahá'í emerge como uma realidade visível e poderosa no cenário global, como o centro focal de forças que, segundo a vontade de Deus, promoverá a reconstrução de sociedade e será como uma fonte mística de renovação espiritual para todos os que para ela se voltarem.

Refletir sobre o que a comunidade bahá'í realizou traz à lembrança o sofrimento e a privação confrangedoras que engolfam a grande maioria de nossos semelhantes. Mas é preciso fazê-lo, pois, com tal reflexão, estaremos abrindo nossas mentes e nossas almas às implicações vitais da missão que Bahá'u'lláh nos determinou: ''Sabe, em verdade,'' Ele declara, ''estas grandes opressões que acontecem no mundo o estão preparando para o advento da Justiça Máxima.'' “Louvado seja Deus!” 'Abdu'l-Bahá acrescenta: ''O sol da justiça elevou-se sobre o horizonte de Bahá'u'lláh. Pois em Suas Epístolas as bases de tal justiça foram dispostas de uma forma nunca antes concebida por mente alguma.” Afinal, é para este propósito divino que todas as nossas atividades são realizadas, e avançaremos em tal direção no grau em que entendermos o que está em jogo em nossos esforços para ensinar a Fé, para estabelecer e consolidar suas instituições e para intensificar a influência que ela está exercendo na vida da sociedade.

O desejo premente da Humanidade não será satisfeito com a luta de ambições conflitantes, ou por protestos contra um ou outro dos incontáveis males que afligem uma época desesperada. Requer, pelo contrário, uma mudança fundamental de consciência, a aceitação incondicional do ensinamento de Bahá'u'lláh de que o tempo é chegado quando cada ser humano na terra deverá aprender a aceitar sua responsabilidade quanto ao bem estar da inteira família humana. O comprometimento com este princípio revolucionário fortalecerá cada vez mais, tanto os crentes como as instituições bahá'ís, para sensibilizar as pessoas sobre o dia de Deus e quanto às capacidades morais e espirituais latentes que podem transformar este mundo em um outro mundo. Demonstramos este comprometimento, diz-nos Shoghi Effendi, através de nossa retidão de conduta para com as pessoas, pela disciplina quanto à nossa própria natureza, e por nossa total isenção de preconceitos que mutilam a ação coletiva da sociedade à nossa volta e frustram os impulsos positivos no sentido da transformação.

Os padrões definidos pelo Guardião se aplicam à inteira comunidade bahá'í, tanto em sua vida coletiva como na vida de seus membros. Têm, no entanto, implicações particulares para a juventude bahá'í, que, cheia de energia e flexibilidade em sua forma de pensar e, em grande medida, também na liberdade de movimento, está dotada de invejáveis vantagens. O mundo que os jovens bahá'ís estão herdando é um mundo no qual a distribuição das possibilidades econômicas e educativas, sem esquecer de outras oportunidades fundamentais, é extremamente injusta. A juventude bahá'í não deve alienar-se diante de tais barreiras. Seu desafio é entender a verdadeira condição em que se encontra a humanidade e forjar entre seus membros laços espirituais indissolúveis que os libertem não só das divisões raciais e nacionais, como também daquelas criadas pelas condições sociais e materiais, e que os capacitem para levar avante a grande responsabilidade neles depositada.

Bahá'u'lláh nos encoraja a esperarmos da juventude de Sua comunidade uma evolução para a maturidade muito mais cedo do que ocorre com o restante da sociedade. Claramente, isso de forma alguma diminui a importância de cumprirem com suas obrigações educacionais, econômicas e familiares, mas significa que o jovem bahá'í pode aceitar – e deve ser encorajado a aceitar -- alguma responsabilidade quanto à sua própria liderança moral na transformação da sociedade. Justificando estas palavras, invocamos a memória daquele cujo Santuário faz hoje resplandecer a Montanha de Deus, e a lembrança daquele grupo de jovens heróis e heroínas cuja grandeza de alma e abnegação deram início ao empreendimento no qual estamos engajados.

As realizações que hoje celebramos chama a atenção para duas realidades paradoxais. Dentro da própria Fé, o crescente número de crentes na comunidade bahá'í pressagia um forte impulso avante, do qual já se vislumbram indícios em todas as partes. Tal como Shoghi Effendi em várias ocasiões ressaltou, este avanço, inevitavelmente, suscitará uma oposição ainda mais intensa como a Fé jamais experimentou, oposição essa que, em contrapartida, liberará forças ainda maiores necessárias para as tarefas ainda mais desafiadoras que nos aguardam no futuro.

O mundo no qual nossos esforços se desenvolvem está, da mesma forma, passando por mudanças profundas. Por outro lado, a enorme rede de organismos e indivíduos que promovem o entendimento e a concórdia entre diferentes povos, afirma ainda mais poderosamente o crescente reconhecimento de que ''a Terra é um só país, e a humanidade, seus cidadãos.” Por outro lado, é igualmente claro que o mundo atravessa um período de paralisação social, tirania e anarquia, período caracterizado pelo abandono generalizado da responsabilidade, tanto governamental como pessoal, cujas conseqüências finais ninguém na terra pode prever. O efeito de ambos os acontecimentos, tal como Shoghi Effendi também assinalou, será o despertar nos corações dos que convivem conosco neste planeta o anseio pela unidade e justiça, anseio esse que somente poderá ser satisfeito através da Causa de Deus.

Um longo e árduo processo de luta, experiência e construção, nos conduziu a vitórias que elevam nossos corações na abertura de um novo século. Graças à rápida proliferação do sistema de institutos e da energia que está sendo investida em toda parte nas estratégias de crescimento de área, a comunidade bahá'í moveu-se rapidamente para melhor aproveitar o que tem alcançado. Por mais profundo que seja o pessimismo que envolve o mundo, o futuro jamais foi tão promissor quanto à realização da missão de Bahá'u'lláh. Nós, que tivemos o privilégio de aqui nos reunirmos esta semana, estamos testemunhando, com nossos próprios olhos, o alvorecer do cumprimento das palavras que o Senhor das Hostes revelou sobre esta foi montanha há mais de um século, palavras que fizeram vibrar até os átomos da terra. “Em verdade, este é o Dia em que tanto a terra como o mar se regozijam ante este anúncio, o Dia para o qual foram preservadas aquelas coisas que Deus, graças a uma generosidade muito além da compreensão de mentes e corações mortais, destinou para Sua revelação.”

Tal privilégio supõe uma responsabilidade igualmente importante, a de fazer aquilo que nos corresponde realizar, qualquer que seja o sacrifício ou dificuldade, a fim de assegurar que se cumpra o desejo comovedor que Bahá'u'lláh deu a conhecer naquela histórica ocasião: “Ó! Quanto anseio por anunciar a todo lugar na superfície da terra e por levar a cada uma de suas cidades, as boas novas desta Revelação – uma Revelação para a qual o coração do Sinai foi atraído e em cujo nome chama a Sarça Ardente: 'A Deus, Senhor dos Senhores, pertencem os reinos da terra e do céu.'”

Com todo o fervor de nossos corações agradecidos, faremos orações no Limiar Sagrado para que Bahá'u'lláh abençoe e confirme todo esforço realizado para levar avante Seu propósito para a redenção da humanidade e para a cura de seus males.

Com amorosas saudações bahá'ís,

[Assina: A Casa Universal de Justiça]


Novo Centro de Informação do Templo Bahá’í na Índia será inaugurado em breve

A Casa de Adoração Bahá’í em Nova Déli, popularmente conhecida como Templo do Lótus é não apenas um dos edifícios mais visitados em todo o mundo, tendo já superado a Torre Eiffel em Paris e o Taj Mahal em Agra, mas é também um símbolo da unidade da religião e da humanidade.

E em um esforço para trazer mais pessoas que estão fascinadas com os ensinamentos da Fé Bahá’í, a Casa de Adoração construiu um Centro de Informação dentro do complexo arquitetônico do Templo que será inaugurado em breve.

O centro funcionará como uma “Galeria para os Visitantes”, tendo um auditório principal com capacidade para 432 pessoas sentadas e mais 70 outros assentos A Galeria focaliza a história bahá’í, sua filosofia e as atividades sócio-econômicas no mundo

As paredes terão exposições de fotografias, textos escritos e filmes, contando também com um um breve documentário com a história da Fé. Também estarão expostos excertos das Sagradas Escrituras Bahá’ís e fotografias dos edifícios bahá’ís no Monte Carmelo. No auditório serão projetados filmes sobre a Casa de Adoração e sobre a Fé.


Participe da Escola de Verão no Soltaniéh e da Caravana de Badasht no Estado de São Paulo

O Grupo Organizador das Escolas de Temporada gostaria de convidar todos os jovens e pré-jovens para participarem da Escola de Verão, que ocorrerá de 13 a 17 de Janeiro de 2003.

Logo após a Escola de Verão a campanha de ensino “Caravana Badasht”, coordenada pelo Comitê Estadual da Juventude estará percorrendo diversas localidades, no período de 18 a 30 de Janeiro. Esta é uma grande oportunidade para os jovens ensinarem a Fé no período de férias, estreitar os laços de amizade, percorrendo diversas comunidades.


Data:
13(segunda-feira) a 17 (Sexta-feira) de janeiro de 2003
A abertura da Escola será na noite do dia 12 de janeiro (domingo).

Local:
Soltaniéh – Centro Educacional Bahá’í -Mogi Mirim, SP

Público Alvo:
Pré-Jovens e Jovens (a partir de 12 anos).

Valor:
R$ 125,00
em duas parcelas de R$ 62,50 (13/01 e 13/02)
em três parcelas de R$ 42,00 (20/12, 20/01 e 20/02)
pagamentos antecipados até 20/12 = R$ 118,00

Inscrições:
Soltaniéh - Centro Educacional Bahá'í
Tel: (19) 3806-9154 Fax: (19) 3806-9252
e-mail: soltanieh@soltanieh.com.br

Informações:
Secretaria do Conselho Bahá’í
Tel: (19) 3862-4646 - Fax: 3862-6449
E-mail: conselhobahai_sp@terra.com.br

©Copyright 2002, Agência Bahá´í de Notícias, Brasil


---------
Return to: UGA Baha'i Association's Home Page
Baha'i News Archives' Index
This page was designed by Sohayl Moshtael suggestions, and news submissions are welcome, and appreciated.
URL: http://bahai.uga.edu/2002/021209-1.html


The content and opinions expressed on this Web page do not necessarily reflect the views of nor are they endorsed by the University of Georgia or the University System of Georgia.

Page last updated/revised 021210